segunda-feira, 31 de Outubro de 2011

PÊSSEGOS CARAMELIZADOS COM MASCARPONE, BAUNILHA E ALECRIM

Pêssegos fazem-me lembrar o verão, tardes quentes no campo, calor e o aroma perfumado da fruta doce no ar. Esta receita é uma celebração do verão, em dias quentes de outono - trinta e tal graus em Outubro foi motivo para celebrar!
Juntei-lhe na dica um chá gelado, óptimo para essas tardes quentes, mas que, servido bem quentinho, é bem mais apropriado para o frio que entretanto foi chegando. É um chá bem perfumado com os aromas da fruta, mel, limão, canela, cravinho e hortelã. Obrigatório na noite de Natal.

Ingredientes:
Pêssegos (carecas) – 4
Mel – 6 colheres de sopa
Vinho do Porto – 1 dl (se for preciso, um pouco mais)
Vinho branco – 4 colheres de sopa
Queijo Mascarpone – 250 grs.
Baunilha - ½ colher de chá
Açúcar em pó – 1 colher de sopa
Amêndoas laminadas – q.b.
Alecrim seco – q.b.
Hortelã – q.b.

Modo de fazer:
Leve as amêndoas laminadas ao lume, numa frigideira e deixe-as alourar, sem qualquer gordura. Retire do lume e reserve.
Corte os pêssegos em quartos, retirando o caroço, mas sem descascar. Leve ao lume uma frigideira e nela coloque os pêssegos em quartos. Regue-os com o mel, uma parte do vinho do Porto e uma parte do vinho branco. Vá mexendo para caramelizarem por todo e vá refrescando com o restante vinho branco e vinho do Porto, se necessário. Salpique com um pouco de alecrim seco e retire do lume. Reserve.
Bata o queijo mascarpone com o açúcar em pó e a baunilha e reserve.
Num prato coloque os pêssegos em quartos, o queijo mascarpone e salpique com as amêndoas laminadas. Decore com um raminho de hortelã.

Nota: Esta receita torna-se mais económica, substituindo o queijo mascarpone, por 200 ml de natas batidas com 2 colheres de sopa mal cheias de açúcar e 1/2 colher de chá de baunilha em pó.

DICA :
Aproveitar as cascas dos pêssegos

Pode fazer-se um um óptimo chá, fervendo em água as cascas dos pêssegos, paus de canela, alguns cravinhos, 1/2 maçã cortada em meias-luas, uma casca de limão e mel. Depois de deixar ferver alguns minutos adiciona-se um raminho de hortelã e pode beber-se bem quente ou, em dias de calor, bem fresco, com várias pedras de gelo e uma rodela de limão.